Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Bolinho de Sal

O Bolinho de Sal é já uma referência na doçaria da região. 


Doce mas salgado, esta é uma receita conventual tendo como base o doce de ovos com amêndoa e feijão. O recheio doce ao ser degustado em conjunto com a massa ligeiramente salgada resulta num bom conjunto de sabores que entusiasma as papilas gostativas. 
O seu formato tem a forma das pirâmides de sal das Salinas de Rio Maior.


Este doce foi criada em 2009 e o segredo está na massa. 
A massa do Bolinho de Sal é moldada à mão e depois de recheada vai ao forno por cerca de 20min. 
Os principais ingredientes são: 
   Recheio: Gema de ovos; Açucar; Feijao Manteiga; Amêndoa 
   Massa: Manteiga; Farinha; Flor de Sal;  ... 


Experimente e prove este doce pois de certo vai gostar. 
O Bolinho e Sal é produzido por Chocolate Flor de Sal.

Pode saber mais sobre as Salinas de Rio Maior em: 
http://rio-maior-cidadania.blogspot.com/2010/06/salinas-de-rio-maior.html 
Pode ver um video sobre a fabricação dos bolinhos em: 
https://www.youtube.com/watch?v=d27fYKttVIc
 

sábado, 16 de junho de 2018

O Lugar das Artes de Firmino Rodrigues

Em São João da Ribeira existe a galeria O Lugar das Artes.

Esta Galeria/Atelier de Firmino Rodrigues está de portas abertas para o receber e para além de poder apreciar a pintura e escultura que se encontra exposta pode usufruir de um excelente espaço em que a arte está sempre presente e em relação com outros objectos do quotidiano. Se a porta estiver encostada toque à campainha que Firmino Rodrigues tem todo o prazer em o receber.








Para além da galeria (uma antiga adega) em que as obras do artista se encontram expostas existe o espaço de criação artística, o pátio e a casa. Em todas as áreas as obras encontram-se dispostas de forma coerente e harmoniosa com os objectos do dia-a-dia. A casa apesar de se apresentar pronta a usar de facto é uma extensão da galeria.
Deve-se prestar atenção aos detalhes pois a arte está neste espaço sempre omnipresente.









 








Firmino Rodrigues nasceu a 1 de Agosto de 1956 em Caldas da Rainha e divide actualmente o seu tempo entre São João da Ribeira e Santarém.
É um autodidacta que desde que começou por brincadeira a pintar uns quadros, se apaixonou pela arte e nunca mais parou. Pintar passou a ser quase uma obsessão pois ama cada nova ideia que lhe surja, cada nova tela e cada entrada no atelier para se dedicar a uma nova criação.

Firmino Rodrigues consegue transmitir às suas obras o amor que lhes dedica e nota-se nos seus quadros uma procura do desconhecido e uma certa imprevisibilidade no ato da criação.
Claro que o artista gosta que as suas obras sejam apreciadas, mas basta-lhe o amor que dedica a cada quadro.
E esta galeria, O Lugar das Artes, foi um espaço que o artista adquiriu e o remodelou com amor de modo a poder expor a sua paixão.




Agora tem mais um motivo para visitar O Lugar das Artes, pois foi hoje inaugurada uma exposição na qual as obras de Firmino Rodrigues se misturam com algumas esculturas de Ricardo Tomás.
A exposição que vai estar presente até ao dia 22 de Junho funciona muito bem e nota-se a cumplicidade artística dos dois amigos. Para além de estarem expostas obras de excelente qualidade, pode visitar um espaço criado para o visitante se sentir como em casa. 


Firmino Rodrigues pode ser contactado por E-mail: firminogomesrodrigues@gmail.com ou Website: www.facebook.com/OLugarDasArtes 
Ricardo Tomás reside em Asseiceira, onde tem o Atelier ARTE (Atelier Ricardo Tomás Escultura). Pode ser consultado por E-mail: ricardo.tomas@sapo.pt ou Website: https://www.facebook.com/RicardoTomasEscultor


segunda-feira, 4 de junho de 2018

Street Food de Rio Maior


Este ano realizou-se a 2ªedição do Festival de Street Food de Rio Maior. 


Num dos cantos do Jardim Municipal lá estavam as coloridas roulottes em torno de um agradável espaço com mesas dispostas de forma informal e que criavam um ótimo espaço de degustação e de convívio.
Eram cerca de 12 diferentes ofertas que passavam pelos hambúrgueres, pizas, cachorros, bifanas, tostas, … até às cervejas artesanais. Havia roulottes de: KürtösKalács, Serrano, Chickenand Chips, Hops, Casquinha, da Boca, CrunChys, Pizzólicos, Nut’ catering&events, C&Co, Pão com Segredos e Mister Pig. 
Este é uma iniciativa que surgiu o ano passado paralelemente ao PalhaçArte, mas que já ganhou uma identidade própria apesar da sua breve existência.





O espaço contou também com música ao vivo durante todos os dias da iniciativa, de 31 de Maio a 3 de Junho. A animação musical ficou a cargo do “Ivo Mé e João Alone”, “Orquesta Improvável”, “Men in Black” e “Xaral’sDixie”. 

É uma excelente iniciativa que trás pessoas para fora das suas casas e convida a um salutar convívio e a uma degustação de comida de boa qualidade e para todos os gostos.


‘Street Food’ ou em português ‘Comida de Rua’ é a comida ou bebida pronta a comer vendida na rua ou em qualquer outro espaço público.
A maior parte da comida de rua é para ser comida diretamente com as mãos e entra na classificação de ‘fastfood’ (comida de preparação rápida). Este tipo de alimentação, normalmente, é mais barata que a servida nos restaurantes.
Hoje em dia a ‘street food’ é muito mais do que a simples bifana ou cachorro quente tornando-se muito especializada e com certo tipo de oferta é ser de excelente qualidade e com níveis de confeção perto do da comida ‘gourmet’.

domingo, 3 de junho de 2018

Classic Expo de Rio Maior


A 6ª Classic Expo de Rio Maior regressou este fim-de-semana, 2 e 3 de Junho, a Rio Maior. 


O Pavilhão Multiusos encheu-se com dezenas de carros, motos e bicicletas classicas, expositores de miniaturas, peças auto, peças moto, literatura e jogos vintage. A juntar aos expositores tivemos também a presença de clubes que mostraram as suas melhores máquinas. 






Em complemento à feira, houve um concurso de Pinups, Miss Classic Doll, envolvido num espírito retro e vintage.



A 1.ª edição da Classic Expo de Rio Maior, decorreu em 2013 e desde sempre foi uma parceria entre a Camara Municipal e a Classic Expo.

PalhaçArte


O PalhaçArte decorreu este fim-de-semana em Rio Maior em conjunto com a comemoração do Dia da Criança.
Este encontro de Palhaços e Artes do Circo começou em 2015 dinamizado pela Camara Municipal de Rio Maior e por Palhatiko, o palhaço de Rio Maior.


Este ano o evento começou no dia 1 de Junho com a comemoração do dia da criança. No dia 2 e 3 de Junho (fim-de-semana) houve apresentação de Artes Circenses, Palhaços e Magia na tenda montada no Jardim Municipal. No final do dia de Sábado decorreu a tradicional Gala PalhaçArte no Cineteatro com apresentação de Palhatiko.
Entre Sábado e Domingo no Jardim Municipal houve insufláveis, pinturas faciais, jogos tradicionais, karts, dança e muito mais para animar a juventude.





Pode acompanhar todas as gargalhadas nas páginas do PalhaçArte no Facebook e Instagram:
https://www.facebook.com/PalhacArte/


O Palhatiko é o palhaço criado por Luis Sequeira e já conta com uma carreira de 14 anos. A residir em Rio Maior mas conhecido em todo o país, Luís Sequeira já ganhou diversos prémios e é mesmo uma referência para os artistas da mesma área.


O PalhaçArte é um evento que tem de continuar pois já criou uma dinâmica de qualidae, cultura e animação na região que agora tem de ser mantido e aumentado se possivel.