Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Homenagem a Inês Henriques


No dia 19 de Maio de 2019, foi inaugurado um grande painel de azulejos em homenagem a Inês Henriques, campeã do Mundo e da Europa.

Este painel está na parede exterior do edifício da Junta de Freguesia de São Sebastião, freguesia onde a atleta vive desde criança.
Esta iniciativa está integrada na comemoração do 35º aniversário da Freguesia de São Sebastião. A inauguração contou com a presença entre outros do presidente da Junta, Albertino Lopes, da presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais e dos seus vereadores Filipe Santana Dias e João Lopes Candoso.
Como curiosidade, no dia de homenagem, Inês Henriques conquistou a medalha de Bronze em Alytus, Lituânia, na Taça da Europa de Marcha Atlética na categoria de 50 km.

Uma justa homenagem à atleta que muita alegria já deu a Rio Maior e a Portugal.

Inês Henriques, nasceu em Santarém a 1 de Maio de 1980 mas sempre viveu em S. Sebastião, Rio maior, pertence ao clube CNRM e tem como treinador Jorge Miguel. Já participou em 3 Jogos Olímpicos: 2016, Rio de janeiro; 2012, Londres; 2004, Atenas. É licenciada em Enfermagem. Foi distinguida com o Globo de Ouro para a melhor desportista feminina de 2018.


Fica de seguida a longa lista de participações de Inês Henriques em provas da IAAF em Marcha.

Ano        Prova                   Local                                   Posição

2019      10.000 m              Lisboa, POR                       2
2019      20 km                   Rio maior, POR                 12
2019      50 km                   Alytus, LTU                       3

2018      5.000 m                Fátima, POR                      1
2018      10.000 m              Leiria, POR                        1
2018      20 km                   Algarve, POR                     1
2018      20 km                   Monterrey, MEX                3
2018      20 km                   Rio maior, POR                 3
2018      20 km                   La Coruna, ESP                 5
2018      35 km                   Porto de Mós, POR            1 
2018      50 km                   Taicang, CHN                     - 
2018      50 km                   Berlin, GER                        1 

2017      10.000 m             Vagos, POR                        2
2017      20 km                   S. J. da Madeira, POR       2
2017      20 km                   Ciudade Juárez, MEX       4
2017      20 km                   Monterrey, MEX               2
2017      20 km                   Rio maior, POR                 4
2017      20 km                   Poděbrady, CZE                -
2017      20 km                   La Coruna, ESP                 4
2017      20 km                   Leiria, POR                        1
2017      50 km                   Porto de Mós, POR            1
2017      50 km                   London, GBR                     1

2016      10.000 m             Vagos, POR                        1
2016      10.000 m              Maia, POR                         2
2016      20 km                   Batalha, POR                     1
2016      20 km                   Ciudade Juárez, MEX        2
2016      20 km                   Rio maior, POR                 5
2016      20 km                   Roma, ITA                         8
2016      20 km                   La Coruna, ESP                 3
2016      20 km                   Rio de Janeiro, BRA         12

2015      10.000 m              Leiria, POR                       2
2015      20 km                   Rio maior, POR                 2
2015      20 km                   Chihuaha, MEX                 4
2015      20 km                   Rio maior, POR                 5
2015      20 km                   Murcia, ESP                      16
2015      20 km                   La Coruna, ESP                 7
2015      20 km                   Beijing, CHN                     23

2014      5.000 m                Abrantes, POR                  1
2014      5.000 m                Rio maior, POR                 1
2014      10.000 m              Lisboa, POR                      2
2014      20 km                   Quarteira, POR                  3
2014      20 km                   Chihuaha, MEX                 4
2014      20 km                   Rio maior, POR                 3
2014      20 km                   Taicang, CHN                    22
2014      20 km                   La Coruna, ESP                 5
2014      20 km                   Zürich, SUI                        13

2013      3.000 m                Pombal, POR                     2
2013      10.000 m              Leiria, POR                        1
2013      20 km                   Chihuaha, MEX                 1
2013      20 km                   Montijo, POR                    2
2013      20 km                   Rio maior, POR                 4
2013      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA      2
2013      20 km                   Dudince, SVK                    7
2013      20 km                   La Coruna, ESP                 1
2013      20 km                   Moskva, RUS                    10

2012      10.000 m              Lisboa, POR                       2
2012      10.000 m              Erdos, CHN                        8
2012      20 km                   Chihuaha, MEX                 1
2012      20 km                   Quarteira, POR                   2
2012      20 km                   Rio maior, POR                  3 
2012      20 km                   Saransk, RUS                     8 
2012      20 km                   London, GBR                    13 

2011      3.000 m                Lisboa, POR                      1
2011      3.000 m                Pombal, POR                     1
2011      3.000 m                Pombal, POR                     1
2011      10.000 m              Lisboa, POR                      1
2011      10.000 m              La Coruna, ESP                 8
2011      20 km                   Batalha, POR                     1
2011      20 km                   Chihuaha, MEX                 1
2011      20 km                   Rio maior, POR                 4
2011      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA      2
2011      20 km                   Olhão, POR                       11
2011      20 km                   Daegu, KOR                      8
2011      20 km                   Naumburg, GER 2

2010      3.000 m                Abrantes, POR                  1
2010      3.000 m                Pombal, POR                    1
2010      3.000 m                Espinho, POR                   2
2010      5.000 m                Abrantes, POR                  2
2010      10.000 m              San Fernando, ESP           3
2010      10.000 m              Leiria, POR                       2
2010      10.000 m              Beijing, CHN                    5
2010      20 km                   Olhão, POR                       3
2010      20 km                   Lugano, SUI                      3
2010      20 km                   Rio maior, POR                 7
2010      20 km                   Chihuaha, MEX                 3
2010      20 km                   La Coruna, ESP                 4
2010      20 km                   Barcelona, ESP                  8

2009      10.000 m              Seixal, POR                       1
2009      10.000 m              Kraków, POL                     6
2009      10.000 m              Saransk, RUS                    12
2009      20 km                   Porto, POR                        1
2009      20 km                   Chihuaha, MEX                2
2009      20 km                   Rio maior, POR                 3
2009      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA      -
2009      20 km                   Metz, FRA                         -
2009      20 km                   La Coruna, ESP                 -
2009      20 km                   Berlin, GER                       10

2008      10.000 m              Rio maior, POR                 1
2008      10.000 m              Seixal, POR                       2
2008      20 km                   Chihuaha, MEX                 3
2008      20 km                   Rio maior, POR                 9
2008      20 km                   Cheboksary, RUS              19
2008      20 km                   La Coruna, ESP                 4
2008      20 km                   Murcia, ESP                       3

2007      5.000 m                Lisboa, POR                      2
2007      10.000 m              Lisboa, POR                      2
2007      20 km                   Grandola, POR                  1
2007      20 km                   Ferreira do Alent., POR    3
2007      20 km                   Naucalpán, Mex                6
2007      20 km                   Rio maior, POR                11
2007      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA     8
2007      20 km                   Leamington, GBR             7
2007      20 km                   La Coruna, ESP                 6
2007      20 km                   Osaka, JPN                        7

2006      10 km                   Seia, POR                          1
2006      10 km                   Girona, ESP                       2
2006      20 km                   Grandola, POR                  1
2006      20 km                   Viana do castelo, POR       2
2006      20 km                   Rio maior, POR                 7
2006      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA      8
2006      20 km                   La Coruna, ESP                 13
2006      20 km                   Göteborg, SWE                 12

2005      5.000 m                Alcanena, POR                  3
2005      10.000 m              Lisboa, POR                       2
2005      20 km                   Baixa da Banheira, POR    3
2005      20 km                   Rio maior, POR                 11
2005      20 km                   Sesto S. Giovanni, ITA      10
2005      20 km                   Miskolc, HUN                   17
2005      20 km                   La Coruna, ESP                 11
2005      20 km                   Helsinki, FIN                     27

2004      10.000 m              Abrantes, POR                   2
2004      10.000 m              Cuneo, ITA                        4
2004      10.000 m              Setúbal, POR                     1
2004      10.000 m              Lisboa, POR                      4
2004      20 km                   Beja, POR                          3
2004      20 km                   Rio maior, POR                 8
2004      20 km                   Naumburg, GER 34
2004      20 km                   La Coruna, ESP                 5
2004      20 km                   Lisboa, POR                      2
2004      20 km                   Athina, GRE                      25

2003      10.000 m              Corroios, POR                   5
2003      10.000 m              Setúbal, POR                     4
2003      20 km                   S. J. da Madeira, POR       3
2003      20 km                   Rio maior, POR                 -
2003      20 km                   Montijo, POR                    2 
2003      20 km                   Cheboksary, RUS              32 

2002      20 km                   Torino, ITA                        23 

2001      20 km                   Edmonton, CAN               - 

2000      20 km                   Eisenhüttenstadt, GER      42 

1998      5.000 m                Annecy, FRA                     24 

1996      5.000 m                Sydney, AUS                     22


quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Cabeço de Porto Marinho

Quem olha para esta imagem diz que é mais um local clandestino para depositar entulho e restos de mobiliário.
Este local fica perto das Salinas de Rio Maior a cerca de 500m para SE.
O triste e incompreensível é que este espaço é um dos locais mais relevantes de Portugal relativamente a achados dos períodos Magdalenense e Mesolítico.

Mais triste é dizer que este é um local raro em que se consegue recolher provas sobre a evolução da humanidade pois foram encontrados achados dos períodos: Gravetense, Proto-Solutrense, Magdalenense, Mesolítico, Neolítico Antigo, Calcolítico, Idade do Bronze e Romano. Portanto estamos a falar de um período que cobre uma parte significativa da humanidade que vai dos anos 28.000a.C até ao fim do período Romano, 400d.C.

Falando sobre o Paleolítico Superior e transição para o Neolítico (que inclui os períodos Magdalenense e Mesolítico), convém referir que a região de Rio Maior era bastante diferente da atual.
O tempo era instável e vivia-se alternâncias entre épocas glaciares e interglaciares. O mar estava bastante mais longe (a terra estendia-se por mais 30km para Oeste) pois o nível médio das águas do mar era mais baixo (entre 60m e 100m) e a vegetação também era diferente (composta por charnecas, pinheiros e carvalhos).
Na imagem seguinte consegue-se ver um mapa da Europa da altura do Paleolítico. Como curiosidade constata-se que a atual Inglaterra estava ligada à placa continental.
Pelo tipo de vestígios deixados relativos às matérias-primas usadas e modos de organização social é de prever que os habitantes do centro de Portugal estivessem divididos em 3 grupos étnicos.

Passando a falar do sítio arqueológico “Cabeço de Porto Marinho”.
É um habitat localizado em Rio Maior, na vertente Sul de um cabeço sobranceiro ao vale das ribeiras de S. Gregório e da Pá.
A jazida foi descoberta em 1986 e já na altura se encontrava parcialmente destruída por ação de um areeiro e pela plantação de eucaliptos.
O espólio encontra-se espalhado por uma área com cerca de 2500m2 sendo até ao momento escavado cerca de 5% do total.
As peças encontradas são: Indústria lítica (lâminas, lamelas, raspadeiras, raspadoras, buris...), cerâmica neolítica, do Bronze e romana. O espólio proveniente das escavações de 1987 e 1988 encontra-se depositado nas instalações do Museu Nacional de Arqueologia.
As peças que foram datadas de forma absoluta, por luminescência ou radiocarbono, vão de 19220+/-280 anos até 3030+/-90 anos.



Foram 13 os trabalhos realizados neste sítio arqueológico. 
    Prospeção (2019) - Plano de Pormenor e Salvaguarda das Marinhas do Sal, Rio Maior 
    Prospeção (2011) - Revisão do PDM de Rio Maior 
    Escavação (1998) - PNTA/98 - A Pré-História do Maciço Calcário 
    Escavação (1994) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Escavação (1993) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Escavação (1992) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Escavação (1991) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Escavação (1990) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Escavação (1989) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Levantamento (1989) - Carta Arqueológica do Parque Natural das Serras d'Aire e Candeeiros 
    Sondagem (1988) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Sondagem (1987) - As adaptações humanas durante o Plistocénico 
    Estudo de Espólio (1986) - Carta Arqueológica de Rio Maior

Estes locais têm de ser identificados, protegidos, estudados e cuidados.
Em Julho de 2017 e perto deste local (a menos de 200 metros) uma área contendo vestígios romanos sofreu uma terraplanagem com movimentação de terras feitas pelo proprietário mas sem nenhum controlo. O que é perdido agora, nunca mais poderá ser recuperado. O local da terraplanagem ainda continua hoje sem nenhum propósito.

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Capela de Nossa Senhora da Saúde no Alto da Serra


A Capela do Alto da serra designada por Capela de Nossa Senhora da Saúde foi inaugurada a 2 de Junho de 2018 pelo Vigário Geral, o Padre Aníbal Vieira.
A inauguração contou com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, dos elementos do seu executivo, Filipe Santana Dias, Lopes Candoso, Ana Figueiredo e Miguel Santos, do presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior, João Rebocho, do Vigário Geral da Diocese de Santarém, Aníbal Vieira, dos padres Paolo Beretta e Manuel Aníbal Mota e também de muitos convidados e população local. Perto de uma centena de pessoas marcaram presença no evento.

A história desta capela começa quando em 2010 a Comissão de Melhoramentos e Associação Recreativa, Desportiva e Cultural do Alto da Serra e a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição sugerem à Câmara Municipal de Rio Maior a doação da antiga escola primária que se encontrava fechada. A Comissão de Melhoramentos pretendia adaptar o edifício à função de capela.
Foi elaborado o documento que formalizava a doação do terreno e edifício da antiga escola em favor da Fábrica da Igreja Paroquial da Nossa Senhora da Conceição. O documento foi aprovado pelo executivo camarário a 12 de Novembro de 2010 e posteriormente a 27 de Novembro do mesmo ano em Assembleia Municipal.
O edifício escolar tinha sido inaugurado em 30 de Setembro de 1984, mas encontrava-se desativado há vários anos devido ao aparecimento dos centros escolares.

O apoio financeiro para a construção da capela surgiu de várias entidades como a Câmara Municipal, Junta de Freguesia, empresas locais e doações da população.

O exterior da capela é sóbrio mas bem delineado realçando a torre sineira, o pátio em calçada e os vitrais.

A Torre sineira tem 3 secções distintas: O painel de azulejos referentes a Nossa Senhora da Saúde, o relógio e o sino.

A calçada que cobre o pátio tem marcada a data de 2017 que foi a data de construção da capela.

Os bonitos vitrais têm de ser admirados pelo interior e representam cenas dispersas ligadas à religião, como:
A anunciação de Maria pelo anjo
A aparição de Maria aos pastorinhos em Fátima
A Sagrada Família
 O Espírito Santo

O interior da capela é surpreendentemente amplo e funcional decorado de forma simples mas muito elegante.
Na entrada foi colocado um painel de azulejos que mostram o rosto de Jacinta Marto, uma dos três pastorinhos que tiveram a visão da aparição mariana de Fátima.

O altar é moderno com as imagens da elevação triunfante de Jesus e da Nossa Senhora da Saúde.

Falta referir que o projeto do interior da capela é dos arquitetos Pedro Oon e Ferreira, Parte da arquitetura e especialidades é da responsabilidade do engenheiro Fragoso e o projeto do exterior da responsabilidade da arquiteta Rute.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Luis Repolho

Repolho é uma localidade que pertence à freguesia de S. Sebastião, tem uma área de 1.23km2 e em 2011 tinha 124 habitantes.


Interessante é a homenagem que os habitantes da terra fazem a Luis Silva. Na principal estrada que atravessa Repolho, a N361, deram o nome do largo a Luis Silva, mais conhecido como Luis Repolho e que foi o primeiro habitante do lugar. Para lembrar o feito afixaram um bonito painel de azulejos feito em 2013.

Luis Repolho nasceu a 12 de Março de 1889 e veio a falecer a 16 de Abril de 1956.

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Golden Eagle Residence & Golf Resort

As tabuletas continuam lá a indicar o caminho para o Campo de Golf Golden Eagle. 
O problema é que este campo deixou de existir quando fechou portas em 2013. 

Neste momento a Quinta do Brinçal onde se localizava o campo de golfe está à venda por 19.422.000 euros em algumas imobiliárias, como a Caixa Imobiliário ou a Imobiliária Elite. 

Enquanto a Quinta do Brinçal tenta encontrar uma saida para a sua situação, as receitas que possui ainda vão sendo da venda de árvores e das licenças de caça. A Zona de Caça estava sob gestão da “Associação de Caça – Esperas e Montarias”, com o número de processo 6846 na Freguesia de Arrouquelas para a época venatória 2017/2018. 

O empreendimento Golden Eagle Residence & Golf Resort pretendia criar na Quinta do Brinçal, localizada entre Arrouquelas e Asseiceira, um complexo turístico e imobiliário de grandes dimensões que não se chegou a concretixar. O campo de golf era a parte visivel do empreendimento. 

Para perceber como esta quinta chegou a este estado, vou apresentar um pouco da sua história. 
O Campo de Golf foi inaugurado em 1994 pelo então proprietário Ricardo Cardoso, mentor do projecto. O campo foi desenhado pelo arquitecto norte-americano Rocky Roquemore, uma das personalidades mais marcantes da arquitectura de campos de golf a nível mundial e o campo de golf chegou a ser considerado um dos mais fascinantes e competitivos campos portugueses, com 6,623 metros, 9 lagos e 87 bunkers.

Com o campo de golf nasce o Golden Eagle Residence & Golf Resort que pretendia desenvolver-se numa parte da Quinta do Brinçal, correspondendo a uma área com cerca de 90 hectares. 
O Grupo Amorim chegou a associar-se ao projecto mas abandonou-o, ficando apenas com os créditos que o banco do grupo tinha concedido. Mais tarde os créditos passaram para o Banco Popular e posteriormente para o Banco Santander. 
A propriedade veio a ser adquirida anos mais tarde pela Carmin (CAMIN) Global Real Estate que ali queria criar uma verdadeira cidade, com cerca de 1600 habitações, colégio internacional, infantário, dois campos de golfe, dois hotéis, residências assistidas para seniores e centro de estágios de futebol.
Este novo projecto já abrangia uma área total com cerca de 533 hectares. 
Foram feitos os arruamentos, o terreno foi dividido em lotes, as infraestruturas com água, eletricidade e saneamento foram feitas e começaram-se a vender propriedades. 
A proposta urbanística do empreendimento foi aprovado pela Câmara Municipal de Rio Maior em 2004 
 

Em 21 de Dezembro de 2006 foi criado o Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado Golden Eagle, gerido por FUNDIMO, Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário. 
A Carmin (CAMIN) pretendia investir cerca de 900 milhões de euros na região, num plano a 12 anos, mas no auge da crise económica e do imobiliário que atingiu o país depois de 2007, a Carmin (CAMIN) entrou em insolvência e faliu. Apesar da falência o campo de golf continuava aberto a quem aqui queria praticar esta modalidade. 
A crise também foi provocada por uma indecisão do governo Português quanto à localização do aeroporto alternativo ou complementar ao de lisboa. Em 2005 o governo Português tomou a decisão de construir o novo aeroporto de Lisboa na Ota (perto de Rio Maior). Em 2007 contudo a situação alterou-se radicalmente. Após um estudo financiado pela Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) e de muita discussão, o governo conclui que Alcochete era efetivamente uma localização preferível à da Ota, o que levou à mudança radical na sua decisão anterior. 
Carmin (CAMIN) é uma sociedade, contribuinte nº502486350, que tinha como atividade a promoção imobiliária e foi constituída em dezembro de 1990. Em 28 de Dezembro de 2007, foi criada uma nova sociedade, a Camin Global SGPS SA que durou pouco tempo pois em Novembro de 2012 entrou em Dissolução e Liquidação. A declaração de insolvência da CAMIN foi sentenciada a 03 de Junho de 2013. A Carmin (CAMIN) possuía o empreendimento “Cerca de Santa Mónica” em Évora, o empreendimento “Casas de Azeitão” em Setúbal e o empreendimento “Golden Eagle” em Rio Maior. 
Em Junho de 2013, a Câmara Municipal de Rio Maior lançou o Plano Estratégico de Desenvolvimento de Rio Maior (Visão e Estratégia para 2025 e Plano de Ação para 2030) e a “Golden Eagle Residence & Golf Resort” era considerada uma “Infraestrutura com capacidade de projecção nacional e internacional”. 
Em 6 de Novembro de 2013 a Câmara Municipal de Rio Maior foi oficialmente informada que o campo iria fechar portas. 

Mal o campo de golfe fechou, começaram os roubos e vandalismo. A GNR foi por diversas vezes chamada a intervir. 
Em 2016 tentaram vender a Quinta do Brinçal em leilão, mas tal não se concretizou. 

Já este ano, 18 de Janeiro de 2019, houve novo leilão, mas também sem sucesso. 

Entretanto a quinta encontra-se no estado que pode ser visto nas seguintes fotografias e que foram recolhidas do sitio na Internet “Lugares avandonados”. 




Estas imagens contrastam com as que tirei em 2009 e cujo artigo pode ser lido em: 



Em Março deste ano, veio-se a conhecer o relatório da auditoria da Ernst&Young (EY) ao banco Caixa geral de Depósitos. Neste relatório aparecem descritos vários negócios ruinosos realizados pelo banco público e lá é identificado como grande devedor o Fundo Imobiliário Golden Eagle. A 31 de Dezembro de 2015 o fundo tinha uma posição devedora de 31 milhões de euros, sendo que 27 milhões de euros estavam registados como imparidades pelo banco.

Uma pena que este projeto não se tenha concretizado. Deveria-se encontrar uma solução digna para esta bela propriedade.