Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 17 de março de 2016

Busto de homenagem a Fernando Casimiro


No dia 7 de Novembro de 2015, a Praça do Comércio recebeu o busto de homenagem a Fernando Casimiro Pereira da Silva.
Esta iniciativa integrada na comemoração dos 179 aos da elevação de Rio Maior, teve origem num grupo de cidadãos que com ele privaram e contou com a disponibilidade e colaboração da Câmara Municipal e dos seus dois filhos.
A obra intitulada “Um Homem Solidário” é de autoria do escultor Rogério Azevedo e foi descerrada pela presidente da Câmara Municipal, Isaura Morais, e pelas netas de Fernando Casimiro, Joana e Eduarda.
O descerramento do busto foi precedido por uma cerimónia de evocação da sua obra e vida que teve lugar no edifício dos Paços do Concelho.


O vídeo da cerimónia pode ser consultado em:
https://www.youtube.com/watch?v=Mqj-7UoKG-E

Alguns marcos biográficos de Fernando Casimiro (N1910-F1987):
- Fernando Casimiro nasceu a 24 de Agosto de 1910, filho de Eduardo Casimiro da Silva e Beatriz do Carmo Pereira.
- Foi um dos primeiros alunos da Escola Comercial de Rio Maior (fundada em 1924) e em 1930 terminou o curso do Magistério Primário em Lisboa.
- Foi redactor principal do “Jornal de Rio Maior” cujo primeiro número foi publicado a 15 de Dezembro de 1931. Manteve-se no cargo até 1933.
- Em 1933 era professor da Escola Comercial Municipal de Rio Maior.
- Fernando Casimiro foi editor/proprietário do jornal “Concelho de Rio Maior” cuja primeira edição foi a 1 de Fevereiro de 1936 e durou até 15 de Abril de 1950 com o número 39.
- Em 1936, o nome de Fernando Casimiro foi gravado no obelisco comemorativo do primeiro centenário do Concelho de Rio Maior. Na altura, era Vogal da Câmara Municipal e elaborou em conjunto com Laureano Santos e Frederico Alves o álbum ilustrado “Rio Maior 1836-1936”.
- Na década de 1940 surgiu em Rio Maior o Grupo Cénico Zé Pereira no qual Fernando Casimiro também participou.
- Foi o último Presidente da Direcção da Associação Agrícola de Rio Maior, em 1939.
- Em 1940 assume as funções de professor-secretário da Escola Comercial Municipal de Rio Maior sucedendo a Augusto César na sua direcção (dirigiu a escola de 1945 a 1956).
- Em 1940 fez parte da primeira direcção do Grémio da Lavoura de Rio Maior.
- A 24 de Setembro de 1940 é formada a sociedade comercial “Cinema Riomaiorense, Limitada” da qual Fernando Casimiro é sócio.
- Foi director do Centro da Mocidade Portuguesa em Rio Maior e presidente da Assembleia Geral da Casa do Povo de Rio Maior.
- Fez parte da direcção da Banda dos Bombeiros Voluntários.
- Em 1944 é fundada uma nova tipografia em Rio Maior, da empresa “Afonso, Oliveira & Silva, Lda”, da qual Fernando Casimiro é sócio.
- Em 1945 entrou para a direcção do Grémio do Comércio de Rio Maior.
- A partir de 1949, passou a colaborar com a 3ª série do jornal “O Riomaiorense”.
- Foi membro da comissão dinamizadora para a criação da Escola Preparatória de Latino Coelho que foi inaugurada em 1968.
- Foi sócio gerente da firma Eduardo Casimiro da Silva, Lda. dando continuidade à empresa centenária fundada em 1855 pelos 3 irmãos Casimiros. Ainda hoje persiste a Loja de Ferragens e ferramentas em Rio Maior.
- A 17 de Janeiro de 1974 inicia-se a construção do primeiro cinema-estúdio do Ribatejo, de que é proprietário Fernando Casimiro.
- Em 1975 passa a colaborar com o novo jornal local de combate político, O Zé.

Sem comentários:

Enviar um comentário