Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Arca de Noé em Asseiceira?

Em 1938, quando se procedia a obras na estrada que liga Rio Maior a Quebradas (Atualmente EN1 após o Plano Rodoviário Nacional de 1945), perto da ponte romana de Asseiceira que se encontrava em ruínas, foram descobertos os restos de uma embarcação muito antiga.
Esta descoberta ocorreu quando se procedia a um desaterro perto da aldeia.
A cerca de 12 metros de profundidade encontraram-se grossas pranchas de madeira, apodrecidas e grosseiramente talhadas. Limpando com cuidado o local do achado encontraram o esqueleto de uma enorme barca, de construção antiquíssima e de enorme solidez. Algumas das vigas pertencentes ao cavername, possuíam uma secção com cerca de um metro quadrado.
O encarregado da obra, o Sr. J. da Silva mandou retirar com cuidado as pranchas de madeira para serem analisadas e um dos engenheiros chegou mesmo a verbalizar a sua teoria de que a barca pertenceria à época do grande dilúvio, ou seja, estaríamos na presença da arca de Noé.
Infelizmente as pranchas de madeira não foram devidamente datadas, logo, não se pode avançar mais sobre o achado.
Este episódio foi relatado no jornal “Concelho de Rio Maior”.
 
Segundo a história:
 2948 a.C. - Nasce Noé, filho de Lameque (então com 182 anos de idade)
 30 de Novembro de 2349 a.C. - Deus manda Noé se preparar.
 07 de Dezembro de 2349 a.C. - Noé, seus filhos e todas as espécies entram na arca.
 Chove por 40 dias e 40 noites e as águas cobrem a Terra por mais 150 dias.
 06 de Maio de 2348 a.C. - A arca encalha no monte Ararate.
 19 de Julho de 2348 a.C. - Aparecem os topos das montanhas.
 18 de Dezembro de 2348 a.C. - Deus ordena a Noé que saia da arca (Noé tinha 601 anos).

Sem comentários:

Enviar um comentário