Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Georgina Pinto




Georgina Pinto nasceu a 12 de Dezembro de 1868 em Rio Maior.

A actriz estreou-se no Porto no Teatro D. Afonso (Teatro já desaparecido), na companhia de Taveira, Santinhos e José Ricardo. Foi contratada para o coro, mas a sua bela figura de mulher e a sua voz clara, sonora e fresca, abriram-lhe a possibilidade de actuar, o que veio a acontecer na peça “Reino de Mulheres” de Sousa Bastos. Antes, já tinha representado em palcos amadores, manifestando extraordinárias faculdades artísticas.

Georgina conquistou o público na capital do Norte e depois partiu à conquista de Lisboa e Açores.
Apesar de ter começado com papéis de comédia e operetas, passou ao drama no espectáculo “Fanfan” de Lopes Teixeira.
Em Lisboa representou em teatros como o S.Luis e o D.Maria II. Após uma digressão pelo Brasil, constituiu uma companhia com o actor Carlos Santos, no Teatro da Rua dos Condes.


A actriz faleceu de febre amarela a 12 de Abril de 1903 no Rio de Janeiro. Na altura do seu falecimento, Georgina estava a ensaiar para a peça “O Oráculo” e iria interpretar a personagem central, Helena, que foi criada especialmente para si. Em exibição estava a peça “Estrangeira” que foi interrompida pela morte da actriz.
Georgina Pinto era a actriz principal da companhia “Parabeniza” do empresário e dramaturgo português, Eduardo Vitorino.

Sem comentários:

Enviar um comentário