Pesquisar neste blogue

terça-feira, 6 de março de 2012

Agregação de Freguesias em Rio Maior.

Está em curso o processo de agregação de Freguesias.

Há quem esteja a favor, há quem seja contra. Há quem diga que existe um número excessivo de Freguesias e que isso deriva de um tempo em que a mobilidade das pessoas era muito difícil. Há quem afirma que ao se suprimirem Freguesias se está a perder a identidade das terras e a se perder a vantagem da proximidade com os fregueses.
A verdade é que o processo de agregação de Freguesias parece inevitável e que as diversas Assembleias Municipais vão ter de decidir até Julho deste ano sobre quais as Freguesias dos seus Concelhos que devem de ser agregadas.

Numa sugestão inicial, definia-se que os indicadores a usar para a agregação de Freguesias deveriam ter em conta o tipo de Freguesia (rural ou urbana), a densidade populacional e a distância à sede de Concelho.
No Concelho de Rio Maior, treze Freguesias são APR (Área Predominantemente Rural) e só uma, Rio Maior, é APU (Área Predominantemente Urbana).

De seguida, listo as 6 Freguesias do Concelho de Rio Maior que inicialmente foram apontadas como candidatas a serem agregadas:
- Arruda dos Pisões (Dista 8,981km e segundo os censos de 2011 tem 404 habitantes)
- Azambujera (Dista 14,728km e segundo os censos de 2011 tem 457 habitantes)
- Vila da Marmeleira (Dista 12,034km e segundo os censos de 2011 tem 441 habitantes)
- Ribeira de São João (Dista 7,071km e segundo os censos de 2011 tem 495 habitantes)
- Malaqueijo (Dista 11,178km e segundo os censos de 2011 tem 437 habitantes)
- Assentiz (Dista 11,203km e segundo os censos de 2011 tem 424 habitantes)

Resta esperar pela decisão da Assembleia Municipal de Rio Maior.

Sem comentários:

Enviar um comentário