Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Dr. João Afonso Calado da Maia

Faleceu hoje, Calado da Maia.
Quero começar por apresentar as minhas condolências à família e amigos mais chegados.
 
João Afonso Calado da Maia foi uma das mais notáveis figuras públicas riomaiorenses do século XX, sendo Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior durante 11 anos e exerceu diversas outras funções sociais, culturais, económicas, associativas e públicas na nossa terra.
 
Breve resumo biográfico do Dr. Maia.

Nasceu a 8 de Novembro de 1917 em São Martinho, Sintra. Filho de João Ferreira da Maia, também antigo Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior.
Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1942.
Exerceu a profissão de Advogado até 1958.
Em 1958 passou a exercer as funções de Notário na Batalha.
Em 1960 mudou-se para Rio Maior, também como Notário.
Em 1960 foi igualmente Vogal da Comissão Distrital de Santarém da União Nacional.
Em 1966 foi Presidente da Comissão Distrital de Santarém da União Nacional.
Em 1971 foi Presidente da Comissão de Distrito da Acção Nacional Popular de Santarém.
Delegado Municipal da Mocidade Portuguesa em Rio Maior.
Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior durante 11 anos. Durante os seus mandatos preocupou-se com a criação de infra-estruturas vitais à região, como o desenvolvimento da rede viária, o abastecimento de água e a ampliação da rede eléctrica.
Vogal do Conselho Municipal de Rio Maior.
Presidente do Grémio da Lavoura de Rio Maior.
Secretário do Conselho Geral da Corporação da Assistência.
Em 1973/74 foi parlamentar na XI Legislatura pelo círculo de Santarém fazendo parte da Comissão ‘Política e Administração Geral e Local’
Fez parte da primeira Direcção da Cooperativa Agrícola dos Produtores de Sal de Rio Maior, formada a 9 de Junho de 1979 como Presidente.
Fundou o Círculo Cultural de Rio Maior – Coral e Orquestra Típica.
Fundou a Cooperativa dos produtores de Carnes e Ovos.
Fundou a Adega Cooperativa de Rio Maior.
Fundou a Conferência de S. Vicente de Paulo.
Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior desde 1956 até Dezembro de 2009. Esteve ausente durante apenas um mandato (de 1976 a 1978) por discordar com a nacionalização dos hospitais realizada em 1975.
Membro da Comissão Coordenadora das Actividades Médico-Sociais (representante das Misericórdias do Distrito de Santarém);
Recebeu a Comenda de Grão-Mestre da Ordem Internacional do Benemérito das Misericórdias.


As fotografias de Calado da Maia neste artigo, foram retiradas de vários locais da Internet.

Sem comentários:

Enviar um comentário