Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Oratório

Em muitos dos lugares de Portugal, neste caso em Arrouquelas, ainda está bem vivo o hábito de receber o oratório em casa.
O oratório vai passando de casa em casa, convidando os seus habitantes à oração, ou se preferirem, à reflexão.

Neste caso do oratório de Arrouquelas, é um nicho de madeira que se fecha para ser mais fácil e seguro transportar e que contem a imagem da Sagrada Família.


Os oratórios têm a sua origem nos primórdios da idade média.
Inicialmente a família real possuía uma pequena capela real com imagens, destinada à oração. Inspirando-se nos costumes da realeza, as famílias mais abastadas passaram também a possuir altares nas suas casas. À medida que o culto dos santos se propagava, estes altares passaram a ser também usados pelas confrarias (associações leigas) chegando assim este costume até ao povo.
As pessoas começaram, a partir de então, a desejarem ter na sua posse relíquias ou objectos de piedade de modo a se sentirem mais seguras e mais próximas do mundo sagrado. As imagens pintadas ou esculpidas de santos começam a proliferar e muitas vezes guardadas em pequenos altares de modo a se conferir um ambiente mais propício para a oração.
Estes oratórios não ficaram confinados a Portugal, chegando e proliferando pelas ex-colónias, pelas mãos dos colonizadores portugueses que eram muito religiosos.

Sem comentários:

Enviar um comentário