Pesquisar neste blogue

sábado, 9 de outubro de 2010

Escadinhas do rio Maior

Perto do centro de Rio Maior existe um local completamente abandonado mas de uma beleza extraordinária. É uma pena que um local tão bonito, refrescante, bucólico e com espaço para se fazer uma zona de lazer esteja desprezado e de modo a ninguém o poder usufruir.
Estou a falar das ‘Escadinhas’ do rio (Uma cascata em Rio Maior).


Este local encontra-se no curso do rio Maior, mesmo antes de este atravessar a empresa Nobre.
Parte do rio passa por um caminho de escoamento, outro ramo do rio desviaria o caudal para uma indústria que aqui existiu e no qual o equipamento era movido pela força da água e o resto do rio desce pelas escadinhas, passando por baixo de uma ponte de estilo románico de três arcos. Como já referi, todo o conjunto formado por estas estruturas dá um encanto muito especial ao local.
Toda a área está cheia de silvas e canas. Com relativamente pouco esforço económico, mas com força de vontade, poderia-se restituir esta zona aos seus habitantes, sendo só necessário realizar a limpeza da zona, vedar o acesso a algumas áreas menos seguras e criar instalações de apoio (como sanitários, bancos e mesas).

Parte da antiga empresa que aproveitava a força do rio ainda aí se encontra, embora em ruínas. Algum equipamento, como o que fazia mover a comporta, também aí está rodeado de silvas. Esta mini-central hídrica usava a energia do rio para produzir electricidade.
Esta foi a primeira central eléctrica de Rio Maior, inaugurada às 20:00 do dia 30 de Setembro de 1928. Foi ela a responsável pela chegada da electricidade a Rio Maior e entre 1926 e 1928 gastaram-se 391.096$90 (cerca de dois mil euros) para concretizar este velho sonho riomaiorense. A central foi abandonada devido à diminuição do caudal do rio Maior, mas as instalações deveriam de ser preservadas devido à sua relevância histórica.
http://rio-maior-cidadania.blogspot.pt/2014/02/central-hidroelectrica-em-rio-maior.html

É um pouco difícil de imaginar, mas este local já foi como o que está representado na figura seguinte. Um local cheio de vida.
Pode parecer incrível, mas as estruturas ainda lá estão todas. Só precisa de limpeza e de algum, pouco, restauro.


A última vez que esta zona foi limpa, foi em 1998, pela Câmara Municipal.

5 comentários:

  1. Só hoje tomei contacto com o blogue, através de uma pesquisa no Google, e, como residente em Rio Maior, quero deixar uma palavra de parabéns e o incentivo para continuar o bom trabalho.

    ResponderEliminar
  2. Sabe bem ler o seu incentivo.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Ok esta noticia deixou-me desperto. Conhecia quase tudo o que foi mencionado nesta noticia, em minha casa há até azuleijos da foto das lavadeiras. Mas o que me surpreendeu foi a Central Hidro Elétrica em 1928 no rio Maior, a primeira fonte de energie elétrica em Rio Maior! Se possivel gostaria de saber mais sobre o assunto. Obrigado, vou partilhar!

    João Luís Siopa da Silva

    ResponderEliminar
  4. nasci em RIO MAIOR só não continuei por ai porque meus pais ao emigrarem me levaram com eles e acontece ke só em criança conheci RIO MAIOR mas somente assim a parte central ou pouco mais ou menos alguma aldeia das redondezas onde havia ainda familias e do tempo da escola primária onde habitava também meus pais por esses lados,agora desconhecia mesmo o interessante patrimonio teria todo gosto em visitar um dia só ke não tou mesmo a ver onde se encontra por muito ke keira localizar não vejo onde possa ser...será ke alguém me sabe dizer ou dar assim umas mais certas explicações do sitio e obrigada até um dia e ke não caia em ruinas tais sitios kera muito bom restaurar ou preservar afim de criar outros espaços de lazer e de agradavel asseio.Léna TOMAZ

    ResponderEliminar
  5. Esta represa encontra-se no rio Maior, imediatamente antes de este atravessar a fábrica Nobre. Neste momento encontra-se coberto por canas e silvas, mas ainda é possível chegar lá.

    ResponderEliminar