Pesquisar neste blogue

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Formação Prismática de Basalto em Portela da Teira

As Formações Prismáticas de Basalto podem ser encontradas na localidade da Portela da Teira. Os prismas estão muito bem definidos e o conjunto é uma autêntica maravilha da natureza.
A formação das colunas prismáticas ocorre durante o arrefecimento da lava expelida por um vulcão. Quando a lava arrefece a tensão provocada pela contracção térmica excede a resistência da rocha à tracção, originando a fracturação. A formação de prismas pentagonais ou hexagonais é motivada pela estabilidade destas geometrias em condições de ruptura de uma superfície.
O basalto é uma rocha eruptiva, de granulação fina em que os cristais não são vistos à vista desarmada, possui normalmente uma côr escura acentuada. Geralmente aparece em grandes extensões denominadas por ‘rios de lava’.
Em Portugal podem-se encontrar formações semelhantes na Ilha de Santa Maria nos Açores e no Penedo de Lexim na região de Lisboa. A disjunção prismática mais conhecida é a ‘Calçada dos Gigantes’ que se encontra na costa nordeste da Irlanda.




Infelizmente esta formação prismática é uma fachada pois todo o morro foi esventrado por efeito da acção extractiva de uma pedreira que existe nas traseiras desta formação. Esta actividade delapidou uma zona que poderia ser um importante centro de estudos geológicos e turístico, podendo mesmo colocar em risco a estabilidade das actuais formações prismáticas. Perto deste local havia uma fonte que devido à actividade da pedreira secou e ficou destruída e embora tenha sido substituída por uma nova que se encontra mesmo ao lado o mal já foi feito.


Sem comentários:

Enviar um comentário